Ativismo

Domingo a noite pós feriado, nada para se fazer, inicia-se o trabalho que nos faz ter certeza que sim, somos homo sapiens sapiens – o manuseio frenético do controle remoto, em busca de algo que preste. Foi assim que eu e minha mãe, resolvemos ver “Milk” dos Gus Van Sant dublado, no Telecine Pipoca. Não vou dizer que a atuação do Sean Penn beira a perfeição, porque na época todos comentaram. Nem vou me estender dizendo que pessoas que vestem a camisa do que acreditam são cada dia mais raras. Deixo aqui só minha sugestão para quem não viu, que veja! É um filmaço. Foi através do filme que conheci Danny Nicoletta. Fotógrafo americano, ativista gay, começou sua carreira na loja de Harvey Milk em São Francisco – Castro Camera.  Com a morte de Milk,  Nicoletta se ocupou não só com as causas gays, mas também em manter viva a memória do amigo assassinado de forma brutal. Ainda morador de São Francisco, é um dos fundadores do Frameline Film Festival e continua tendo seu trabalho voltado para o universo GLBT. Abaixo algumas fotos que gostei muito, principalmente a homenagem a Diane Arbus.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s